Filosofia montessoriana

A filosofia Montessoriana

A Filosofia Montessoriana deve ser reconhecida por ser um começo, a busca de respostas para a educação e a vida da criança. Partindo de suas experiências e não das nossas, representa a base para a construção da educação do futuro.

Considerando as grandes possibilidades existentes na criança e a sua enorme importância para a humanidade, Montessori passou a examiná-la mais de perto, buscando um modo de contribuir para o seu desenvolvimento.
Tinha uma certeza: devia ser criada uma ciência prática para ajudar esta capacidade potencial.

O fruto de suas observações a faz pioneira ao reconhecer e encontrar a expressão concreta que:

É agindo que a criança adquire conhecimentos, através de uma ordenação de atividades de dificuldades gradativamente crescentes. Assim a  aprendizagem se estabelece com maiores possibilidades de sucesso;

A auto-confirmação imediata dos resultados do trabalho é garantia de uma aprendizagem eficiente. Intervenções indevidas dos adultos comprometem a aprendizagem,  cada aprendiz tem um ritmo próprio que deve ser rigorosamente respeitado;

Certos comportamentos – particularmente o de observação – tornam aprendizagens posteriores  possíveis, ou mais fáceis de serem adquiridas, e certas aprendizagens podem ocorrer muito mais cedo que o habitualmente previsto.

Para garantir a prática de seus pressupostos, Montessori pensa numa escola nova:

  • Oferece aos seus aprendizes um “ambiente preparado” com materiais de desenvolvimento de características bem definidas, permitindo à criança chegar gradualmente e de acordo com seu ritmo, à conquista de novos conhecimentos.
  •  Com educadores e educandos desempenhando simultaneamente o papel de observadores e participantes, num contexto de relações interpessoais baseadas no respeito mútuo e confiança.
  •  Atenção especial à educação social, dando orientações para a inclusão de crianças de diferentes idades numa mesma classe. Uma comunidade que se forma no exercício do equilíbrio entre a liberdade individual e a necessidade do grupo.

Desta forma, Montessori assegura que crianças e jovens, em todos os níveis de desenvolvimento, preparem-se para participar da sociedade na qual, mais tarde,
terão que encontrar seus lugares como adultos responsáveis, generosos, competentes, críticos e independentes.

Esta é a maior tarefa da escola: constituir-se numa verdadeira ajuda à vida.

Fonte: Organização Montessori Brasil

POSTS RELACIONADOS

Deixe uma comentário